Prefeito Mário Valério participa de lançamento da nova ferrovia MS/PR

Publicado: Quinta, 23 Novembro 2017

Evento acontece em São Paulo no próximo dia 28 e terá a presença dos governadores Reinaldo Azambuja (MS) e Beto Richa (PR); ferrovia passará por Caarapó

O prefeito de Caarapó, Mário Valério (PR), participa no próximo dia 28, em São Paulo, do evento de lançamento da nova ferrovia que vai ligar Mato Grosso do Sul aos municípios de Paranaguá e Pontal do Paraná, no Estado vizinho. O convite ao dirigente caarapoense foi feito pelo governador sul-mato-grossense Reinaldo Azambuja (PSDB), durante recente visita a Caarapó.

Com participação dos governadores Azambuja, de MS, e Beto Richa, do Paraná, a Ferroeste lançará o projeto de construção da nova ferrovia, em ato que ocorrerá às 16h da próxima terça-feira, na sala WTC Galeria do Hotel Sheraton, na Capital paulista.

A Estrada de Ferro Paraná Oeste – Ferroeste, que opera o trecho de 250 quilômetros entre Guarapuava (PR) e Cascavel (PR), na região Oeste, é uma empresa de economia mista que tem como acionista majoritário o Governo do Paraná. O tempo de concessão da estrada de ferro, que em março de 2018 completa 30 anos de atividade, estende-se até 2079 e sua área de concessão abrange Paraná e Mato Grosso do Sul, estados que concentram 30% da produção brasileira de grãos. A área de influência da ferrovia abrange também o Paraguai.

Conforme a empresa, os estados do Paraná e Mato Grosso do Sul não podem prescindir de uma nova ferrovia no eixo Leste-Oeste, na região Sul do Brasil, ligando os centros produtores ao Porto de Paranaguá. Em curto e médio prazo, a falta de infraestrutura e os atuais gargalos ferroviários, fora da área de concessão da Ferroeste, obstruirão o crescimento da região.

A melhor alternativa para escoar a produção, reduzir custos de transporte e melhorar a competitividade no mercado internacional é a construção de uma nova ferrovia. Essa foi a conclusão de uma série de Consultas Públicas realizadas pela Ferroeste no Paraná e no Mato Grosso do Sul, no sentido de receber contribuições da sociedade civil sobre o modal ferroviário.

O próximo passo é o lançamento de um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), instrumento administrativo que dá início à possibilidade de parcerias público-privadas no sentido de viabilizar o projeto da nova ferrovia.
Na prática, os estudos serão outorgados mediante a publicação de Edital de Chamamento, dirigido a empresas que tenham interesse em elaborar Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para a estruturação do projeto de uma nova ferrovia.

O valor estimado do estudo do novo traçado proposto pelo PMI é de cerca de R$ 25 milhões. O custo aproximado da construção efetiva da nova ferrovia, com cerca de mil quilômetros de extensão, será da ordem de R$ 10 bilhões, segundo a Ferroeste.

Mário Valério disse que aguarda com grande expectativa o lançamento da rodovia. “É uma obra de relevada importância na área econômica, pois certamente vai facilitar o transporte da produção regional, reduzindo custos”, observou.

Foto: Dilermano Alves
Prefeito Mário Valério discursa em evento na cidade de Caarapó ao lado do governador Reinaldo Azambuja