Prefeitura de Caarapó reduz horário de atendimento

Publicado: Sexta, 20 Outubro 2017

Novo horário de expediente será das 7h ao meio-dia e já começa na segunda-feira, dia 23

Fachada da Prefeitura
Fachada da Prefeitura
A crise financeira que afeta o País está atingindo em cheio as prefeituras dos municípios de pequeno porte. Dirigentes municipais estão apertando o cinto até onde dá para honrar compromissos, especialmente com a folha de pagamento e fornecedores de materiais e bens de consumo, e para dar conta dos serviços atribuídos ao Poder Público.

Esse é o caso de Caarapó. Em reunião extraordinária com o secretariado municipal no início desta semana, o prefeito Mário Valério (PR) comunicou sua decisão de reduzir o horário de expediente das repartições públicas municipais. Conforme o Decreto Municipal n° 096/2017, de 19 de outubro, a partir de segunda-feira (23), o horário de trabalho das repartições públicas municipais e de atendimento ao público será das 7h ao meio-dia nas secretarias de Administração e Finanças, Suprimento e Logística, Ação Social, Obras, Serviços Urbanos, Desenvolvimento Econômico e Educação e Esportes.

Na Saúde, ficou estabelecido que o PAM funcionará entre as 7h e as 22h para atendimento ao público. No local, o expediente administrativo será das 7h ao meio-dia. As unidades das Estratégias de Saúde da Família (ESF), incluindo os postos de saúde dos distritos, terão funcionamento das 7h às 11h e das 13h às 17h.

As medidas adotadas não se aplicam aos serviços considerados essenciais que, por sua natureza, não podem sofrer paralisação, e à rede municipal de ensino, pois são serviços imprescindíveis à comunidade.

O prefeito Mário Valério diz que o horário reduzido será por tempo indeterminado e justifica a decisão afirmando que a iniciativa é por conta das constantes quedas da arrecadação municipal. “Precisamos adequar as nossas despesas às receitas, reduzindo custos com a máquina administrativa”, acrescentando que “isso não vai ensejar prejuízo ao atendimento das necessidades básicas e inadiáveis da comunidade”.

De acordo com a Secretaria de Finanças, a prefeitura de Caarapó perdeu mais de R$ 4 milhões em receitas de julho para cá. “São recursos perdidos, sem a menor chance de recuperação”, explica o secretário José Cláudio Poças Conegliana. “Assim, essas medidas de adequação das despesas às receitas são absolutamente necessárias”, acrescenta.

Apesar da crise, a administração municipal de Caarapó está conseguindo manter em dia os salários do funcionalismo público, tendo inclusive liberado a primeira parcela do 13°. O pagamento da segunda parcela deverá ocorrer em dezembro, antes das comemorações natalinas.